Acusado de encomendar morte, ex-marido de médica ficará preso em Vila Velha

Hilário foi preso na tarde de quinta-feira (21). O pai dele, Esperidião Carlos Frasson foi preso pela manhã

O policial civil, Hilário Frasson

O policial civil, Hilário Frasson

O policial civil, Hilário Frasson, acusado de ser o mandante do assassinato da médica Milena Gottardi Frasson, foi encaminhado ao 19º Distrito Policial de Novo México, em Vila Velha, onde funciona uma espécie de presídio específico para policiais que cometem crimes.

Na manhã desta sexta-feira (22), a equipe da TV Vitória/Record esteve no local. A delegacia só abre às 08 horas, e o policial de plantão não quis gravar entrevista. Ele informou apenas que a expectativa é de que Hilário preste novo depoimento ainda nesta sexta.

Hilário teria passado a noite numa cela com outros três policiais, mas teria evitado comentar o assunto.

A prisão de Hilário Frasson é temporária, com prazo de 30 dias, podendo ser prorrogada por igual período. A defesa do policial já informou que entrará com pedido de habeas corpus.

Policial pode ser expulso

O ex-marido da médica Milena Gottardi, acusado de ser um dos mandantes do assassinato de Milena, pode ser expulso da policia civil. A afirmação é do secretário de Segurança Pública André Garcia, durante coletiva imprensa que anunciou a prisão do acusado na tarde desta quinta-feira (21), uma semana após o assassinato de Milena.

“Vai ser instaurado procedimento administrativo disciplinar, que provavelmente vai resultar no seu afastamento, até mesmo porque, como está preso não pode trabalhar. E o que eu espero é que ele permaneça preso por muito tempo”, disse.

Informações: Folha Vitória.