Família segue sem notícia de jovem desaparecida há mais de dois meses

Katiane Renock Zava, de 17 anos, foi vista na filmagem de um supermercado, mas até agora não foi achada; família pede ajuda para encontrá-la

Katiane está desaparecida há quase três meses

Katiane está desaparecida há quase três meses. Foto: Arquivo da família.

Em 24 de julho deste ano, a jovem Katiane Renock Zava, de 17 anos, foi vista pela última vez em Vila Pavão, no Norte do Espírito Santo, cidade em que mora. Ela saiu de casa, foi à rodoviária e de lá ia para casa de uma pessoa, de quem compraria uma chapinha. Há poucas semanas, a família conseguiu uma filmagem de um supermercado próximo ao local que mostra a menina passando, sozinha, com um capacete e uma bolsa na mão. Mas, até o momento, Katiane continua desaparecida.

De acordo com a mãe dela, Luciane Renock Zava, de 34 anos, na ocasião o pai da jovem a deixou na rodoviária e iria buscá-la mais tarde. “Só que ela não estava mais lá. E nós também sabemos que ela nem chegou a ir na casa da pessoa para comprar a chapinha”, detalha. Ela aponta que não recebeu nenhum retorno das investigações da polícia até agora. “Ninguém viu, também, ninguém sabe dela”, lamenta.

Luciane relata que a filha não tinha o costume de sair, e sempre que saía era com a família. Segundo ela, Katiane também nunca manifestou vontade de sair de casa. “Nós só vimos, depois que ela desapareceu, uma filmagem de um supermercado que mostra ela passando, normalmente, com um capacete na mão e a bolsa que ela estava. Na rodoviária não dá para saber porque não há câmeras”, destaca.

Informações sobre o paradeiro da jovem podem ser passadas à família por meio dos telefones (27) 99661-6568 ou (27) 99687-1298.

Informações: A gazeta.