Homem é executado a tiros no centro de Barra de São Francisco

A polícia está no local, mas até o momento não há informações sobre o autor do crime e nem a sua motivação

Antônio Maroto (no destaque) já tinha escapado de outros atentados (Foto: montagem JC)

Antônio Maroto (no destaque) já tinha escapado de outros atentados (Foto: montagem JC)

Mais um assassinato é registrado em Barra de São Francisco/ES. Dessa vez a vítima é Antônio Maroto, que residia no Distrito de Paulista. Ele foi atingido por disparos de arma de fogo em uma padaria próximo ao fórum da cidade, no centro da cidade, por volta das 14h20m desta quinta-feira, 28.

Pessoas que estavam no local ficaram em pânico. Uma guarnição do Corpo de Bombeiros esteve no local, mas quando chegou Antônio já estava morto. A polícia está no local, mas até o momento não há informações sobre o autor do crime e nem a sua motivação.

Ele já tinha escapado de uma tentativa de homicídio ocorrida no dia 03 de outubro de 2012, no Distrito de Paulista, quando estava em companhia de seu pai Sebastião Maroto, o popular Taninho Maroto. Na ocasião eles foram abordados por dois homens encapuzados, que dispararam tiros de escopeta calibre 12. Ambos foram atingidos, mas apenas Taninho morreu.

Aquela foi a quarta tentativa de homicídio a qual Antônio escapava. Ele e o pai foram socorridos ao Hospital Drª Rita de Cássia. Taninho não resistiu aos ferimentos e morreu, enquanto Antônio, que foi atingido no ombro, depois de medicado foi liberado.

As demais tentativas de homicídio contra Antônio Maroto ocorreram em abril, maio e junho. Em todas elas ele foi ferido a tiros, mas sobreviveu.

As outras tentativas de assassinato contra Antônio Maroto Filho foram registradas em abril, maio e junho. Em todas elas, ele foi ferido a tiros, mas sobreviveu. No dia 25 de abril de 2013 ele foi preso no fórum local quando testemunhava em um processo e permaneceu preso até recentemente.

No ato da prisão ele afirmou que não sabia que havia um mandado de prisão contra ele e denunciou que ele e sua família estavam sendo alvo de armações. Em uma emboscada da qual foi vítima, Antônio Maroto teve a mulher morta e o enteado atingido gravemente.

O caso será investigado pela Polícia Civil de Barra de São Francisco, que vai apurar se essa morte tem ligação com a guerra das famílias Arcanjo e Maroto, que já fez várias vítimas de ambos os lados. Os policiais estão nesse momento fazendo diligências para tentar prender o criminoso.

Informações: Jornal Capixaba.