Professora de Vila Paulista/Pavão é destaque no site da SEDU

A premiação será realizada no dia 28 de maio, em Brasília

“A Escola Estadual Professora Ascendina Feitosa, localizada em Barra de São Francisco, está concorrendo ao “Prêmio Curta História”, que este ano aborda o tema “Personalidades Negras”. Para a competição, os estudantes de ensino fundamental escolheram a poetisa, jornalista, cantora e atriz capixaba Elisa Lucinda, que teve a vida retratada por meio de um vídeo caseiro.

Sergiana ( à direita e sua companheira Diolira)

Sergiana ( à direita e sua companheira Diolira)

A premiação será realizada no dia 28 de maio, em Brasília. Inicialmente, as crianças pesquisaram detalhes sobre a vida de Elisa Lucinda como local onde nasceu, principais obras e demais curiosidades referentes à artista multicultural, uma das ganhadoras do Troféu Raça Negra, na categoria Teatro. A coleta das informações foi realizada com o auxílio de livros, revistas, artigos, dentre outros meios de comunicação. “Apresentei algumas personalidades aos estudantes e eles escolheram a Elisa. Durante a pesquisa, as crianças ficaram encantadas com tamanho reconhecimento que a artista tem não somente no Espírito Santo, mas também em outras regiões do Brasil”, salientou a professora de História, Sergiana Helmer. Após as leituras, ocorreu a parte mais divertida: a montagem do trabalho. Para isso, os estudantes confeccionaram diversos cartazes, com frases e fotos de Elisa. Em seguida, as crianças tiraram fotos de todo o material que, com o apoio de um programa de computador, recebeu vida por meio de uma animação visual, com duração de um minuto. “Esse foi um momento primordial para a troca de conhecimentos. Além disso, as crianças puderam usar toda a criatividade para a finalização do trabalho. Os estudantes ficaram muito felizes em conseguir participar da competição”, destacou a professora. Sergiana Helmer também faz questão de salientar a principal lição que os estudantes tiveram durante a construção da atividade educacional. ‘O grande aprendizado foi que a cor da pele não define caráter e nem posição social. Com estudo e trabalho, associado ao esforço e dedicação, qualquer pessoa pode realizar os sonhos desejados’, finalizou.”

Fonte. www.educação.es.gov.br

assista ao vídeo: http://www.youtube.com/watch?v=eTRji_Xae4o