Programa de Revitalização Florestal de Vila Pavão é apresentado à sociedade

A proposta é implantar o projeto a partir do ano que vem, através de uma parceria que inclui, Idaf, Incaper, Ministério Público, Cáritas, STR de Nova Véncia e Vila Pavão, associações de produtores, escolas e Igrejas

Encontro reuniu representantes de associações de produtores, Idaf, escolas, igrejas, PMA e outros

Encontro reuniu representantes de várias entidades

A secretaria municipal de Agricultura e Meio Ambiente apresentou na manhã da última quarta-feira (13), o Programa de Revitalização Florestal de Vila Pavão, elaborado para fornecer aos agricultores, subsídios como assistência técnica, implementos e insumos  para que ele possa recuperar áreas degradas.

A proposta é implantar o projeto a partir do ano que vem, através de uma parceria que inclui, Idaf, Incaper,  Ministério Público, Cáritas, STR de Nova Venécia e Vila PAvão, associações de produtores, escolas e Igrejas do município.

O programa foi  apresentado pelo técnico agrícola Mário Cezar Cunha Fialho. O encontro contou com a presença do secretário municipal de Agricultura e Meio Ambiente José Henrique Martins e de representantes de várias entidades; IDAF ( Leonardo Thomaz Diniz); Cáritas (vereadora Vera Lúcia Elias); sociedade civil (sociólogo e professor Jorge Kuster Jacob); IECLB (pastores André Radins e Vitorino Reetz);  Igreja Presbiteriana (pastor Jamba Wango); MPA  (Leidiana Machado de Novaes Zumach e representantes de associações de produtores.

Os projetos serão implantados em áreas degradadas cujos proprietários tenham interesse em revitaliza-las. Além disso, pretende levantar  todas as nascentes e Áreas de Preservação Permanente (APP’s) do município.

O programa está fase embrionária e não tem um tempo estipulado de duração. Será realizado por etapas. Atualmente encontra-se na fase de divulgação aos parceiros e convidados e na formação da Comissão de Acompanhamento e do Grupo de Trabalho Técnico.  Na etapa de elaboração dos projetos, o grupo de trabalho buscará apoio dos alunos do Curso Técnico em Agropecuária do CEIER.   Além disso, pretende levantar  todas as nascentes e Áreas de Preservação Permanente (APP’s) do município. A ideia é que os primeiros projetos elaborados sejam das APP’s e entorno das duas barragens comunitárias que estão em fase implantação em Vila Pavão,  uma no Córrego do Socorro e outra no Córrego Praça Rica.

Motivação

O prolongado período de estiagem, do qual o Município de Vila Pavão ainda está se recuperando, levanta, mais uma vez, o debate sobre as ações que devem ser tomadas a fim de minimizar os impactos negativos da seca.

Além disso,  diversos produtores rurais do município demonstram grande interesse em recuperar suas nascentes e matas ciliares.

Objetivos

Conscientizar a população da importância de preservar e recuperar as nascentes e áreas de preservação permanente do município;  proteger e melhorar a qualidade e quantidade de recursos hídricos;  ampliar a cobertura florestal do município;  criar refúgio para a fauna silvestre; promover a interação entre setor público, empresas e sociedade civil na promoção do meio ambiente e melhorar o microclima da região são os principais objetivos do programa.

Na abertura da reunião, o secretário municipal de Agricultura e Meio ambiente José Henrique Martins afirmou que os setores da Agricultura e Meio Ambiente devem caminhar juntos porque um depende do outro. Segundo ele,  o comprometimento da sociedade organizada, através das igrejas, escolas, associações de produtores e entidades governamentais  é primordial para o sucesso do programa. Destacou também a importância do projeto não adquirir um viés político. “Este é um projeto da sociedade pavoense, voltado para o bem estar coletivo. Os políticos passam,  mas o programa deve continuar, vez que será  implantando por etapas e a longo prazo”, disse.

Clique aqui e curta nossa página no Facebook.