Secretaria de Educação aplicará novo concurso para o magistério superior


A Secretaria de Estado da Educação do Espirito Santo (Sedu-ES) realizará novo concurso público para o magistério superior. De acordo com o órgão, a pretensão é que o edital seja divulgado ainda este ano.

Entretanto, os trâmites serão iniciados após a finalização do concurso de remoção para professores e pedagogos efetivos da rede estadual de ensino.

As inscrições do concurso de remoção estarão abertas entre os dias 2 e 9 de agosto, os interessados devem se inscrever no portal do servidor (https://servidor.es.gov.br/).

Os resultados finais estarão disponíveis a partir de 11 de agosto, para início das atividades no ano letivo 2018.

“A expectativa é que aproximadamente 1.600 profissionais participem do concurso de remoção e que a gente possa atender a totalidade de professores que querem mudar de unidade escolar. Após a conclusão desse processo, daremos partida a um novo concurso público para o magistério estadual”, destacou o secretário de Estado da Educação, Haroldo Rocha, em matéria divulgada pela secretaria.

Sedu-ES realizou último concurso em 2015

O último concurso da secretaria, de 2015, foi realizado em janeiro de 2016, e contou com 1.178 vagas para professores. As oportunidades foram contabilizadas após o concurso de remoção que foi realizado em julho de 2015. Na época, os vencimentos eram de R$1.982,55 para docentes com licenciatura plena e R$3.554,92 para professores com doutorado, com carga de trabalho de R$25 horas semanais.

As oportunidades foram para as seguintes disciplinas:

Arte (41 vagas)

Biologia/Ciências (72 vagas)

Educação Física (30 vagas)

Filosofia (14 vagas)

Física (73 vagas)

Geografia (87 vagas)

História (39 vagas)

Língua Inglesa (67 vagas)

Língua Portuguesa (218 vagas)

Matemática (455 vagas)

Química (59 vagas)

Sociologia (23 vagas)

A seleção foi composta por provas objetivas, com 70 questões de Conhecimentos Básicos e Específicos, além de prova discursiva e avaliação de títulos. O concurso foi homologado em julho de 2016 e teve validade de oito meses.

As convocações ocorreram em dois momentos, com 867 nomeações em junho e 178 em outubro de 2016.