quarta-feira, 17 abril, 2024

Governo do Estado lança Operação Colheita 2023

A operação consiste no reforço do policiamento nas áreas de campo em 72 municípíos do ES

marmoraira - reduzido

O governador do Estado, Renato Casagrande, lançou, nesta segunda-feira (24), a Operação Colheita 2023, que consiste no reforço do policiamento nas áreas de campo em 72 municípíos do Espírito Santo, durante o período das colheitas de café, cana-de-açúcar, abacaxi, entre outros cultivos. O reforço na segurança dessas áreas será realizado pela Polícia Militar do Espírito Santo (PMES), no período de 24 de abril a 30 de novembro deste ano.

O investimento é de R$ 4,8 milhões. Esses recursos vão proporcionar 11.400 escalas extras de oito horas cada para policias militares, por meio do pagamento de Indenização Suplementar de Escala Operacional (Iseo). O objetivo da Operação Colheita 2023 é aumentar a segurança dos produtores rurais durante o período de colheita, por conta da migração de pessoas, além da maior circulação de mercadorias e valores nas regiões produtoras do Estado.

A Polícia Militar fará o reforço do policiamento buscando maior estreitamento da relação com os moradores do meio rural, como a promoção de visitas tranquilizadoras mais frequentes em propriedades e comércios, priorizando a troca de informações úteis e necessárias à execução da operação. Essa ação visa, em especial, repassar orientações sobre comportamento seguro, pessoas em conduta ou comportamento suspeito, eventuais infratores, rotas de fuga, modo de ação dos criminosos, entre outras, bem como intensificar as ações de abordagens a veículos e pessoas.

O governador Renato Casagrande destacou que a Operação Colheita 2023 engloba quase todos os municípios do Espírito Santo, em todas as regiões, e faz parte do Programa de Segurança Rural. “É uma presença mais forte da nossa Polícia Militar, para que possamos dar segurança aos trabalhadores do campo e ligados à colheita do café. A operação será realizada em 72 municípios do Espírito Santo. Essa ação faz parte do Programa de Segurança Rural, para que possamos dar mais tranquilidade a essas famílias que tanto que produzem para o nosso Estado”, afirmou Casagrande.

O comandante-geral da Polícia Militar do Espírito Santo, coronel Douglas Caus, ressaltou que há um trabalho especializado de patrulhamento, mas também de visitas tranquilizadoras à população das áreas rurais de todas as regiões do Espírito Santo. “Essa operação vai proporcionar mais segurança ao nosso homem do campo, com patrulhamento e visitas tranquilizadoras, com foco nesta época de colheita, além de trazer essa questão da presença policial para os agricultores”, completou.

vipalab

Veja Também