segunda-feira, 20 maio, 2024

Polícia Civil nega que tenha prendido um suspeito do duplo homicídio no interior de Nova Venécia

O suspeito, detido durante a operação não teve participação no homicídio

Anacleto Angelo Croscob, de 61 anos, dono do bar, e Célio Freisleben, de 43, cliente do estabelecimento. Crédito: Reprodução
Na tarde desta quarta-feira (17 de abril) circulou, em sites regionais, a informação de que um suspeito da autoria dos homicídios de Anacleto Croscob e Célio Fleislebem, ocorridos na última sexta-feira (12), na localidade de Córrego das Flores, no interior de Nova Venécia, teria sido preso.

A reportagem entrou em contato com o delegado Douglas Sperandio, responsável pela investigação, e com a Assessoria de Comunicação da Polícia Civil. O delegado afirmou que: “No entanto, essa informação não procede”.

A reportagem enviou quatro questionamentos à Polícia Civil: 1) A informação divulgada procede? 2) Se sim, como a polícia chegou ao suspeito? 3) Se não, por qual motivo o homem que estava com mandado de prisão em aberto, estava preso antes da fuga do sistema prisional? Qual foi o ponto de partida?

Em resposta ao e-mail, enviado pela reportagem, a assessoria respondeu: “A informação não procede. O suspeito, detido durante a operação não teve participação no homicídio”.

A afirmação de que um suspeito teria sido preso, foi divulgada primeiro em um site de Nova Venécia e, logo em seguida, reverberada por outros veículos de comunicação. No entanto, o delegado afirmou que, por enquanto, não há nenhum suspeito da autoria dos crimes, que continua sendo investigada. Ele classificou a reportagem como “fake news”.

Nesta quinta-feira (18 de abril), Douglas Sperandio divulgou, em suas redes sociais, um apelo para que quem tenha alguma informação que possa ajudar na investigação, denuncie ligando para o 181 (Disque Denúncia).

No site da Polícia Civil consta uma reportagem sobre o cumprimento do mandado de busca e apreensão que resultou na captura de um jovem de 23 anos, fugitivo do sistema prisional (leia abaixo).

A Polícia Civil do Espírito Santo (PCES), por meio da 17ª Delegacia Regional (DR) de Nova Venécia, realizou, nessa terça-feira (16), uma operação no município de Nova Venécia, com o intuito de dar cumprimento a um mandado de busca e apreensão domiciliar. Durante a ação, um homem de 23 anos foi preso por estar foragido do sistema prisional.

A ação contou também com o apoio do 2° Batalhão da Polícia Militar (BPM). O suspeito foi localizado e preso em uma residência no Córrego das Flores, em Nova Venécia.

No momento da abordagem, o suspeito chegou a informar um nome falso para a equipe policial. Foram apreendidos no imóvel seis aparelhos celulares, além de uma motocicleta, que foi constatado que estava com o número de chassi raspado e sem placa.

O suspeito foi autuado em flagrante pelos crimes de adulteração veicular e falsa identidade. A motocicleta apreendida foi levada para o pátio do Departamento Estadual de Trânsito do Espírito Santo (Detran|ES) e o detido foi encaminhado para o Centro de Detenção Provisória (CDP) de São Domingos do Norte.

Informações: Cooreio 9.

Entenda o caso:

Duplo homicídio choca moradores de Córrego das Flores em Vila Pavão

vipalab

Veja Também